Buscar
  • Vinicius Vital

Bombeiros confirmam a morte de seis e buscas de 20 desaparecidos em Capitólio - ONDA CERTS FM 99.5

Por O DIA

CAPITÓLIO, ARQUIVO - GERAL MG - CAPITÓLIO, ARQUIVO - GERAL - CAPITÓLIO, ARQUIVO - Fotos de Arquivo da região de Cânios na cidade de Capitólio no interior de Minas Gerais, cerca de 280km da capital Belo Horizonte. Uma estrutura rochosa desabou sobre lanchas com banhistas que faziam turismo na região conhecida como Escarpas do Lago em Capitólio neste sábado (08). Foto: THIAGO CALIL/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO AGF20220108029 - 08/01/2022 - 16:02THIAGO CALIL/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO


Por O DIA

Minas Gerais - O comandante do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, coronel Edgard Estevo, confirmou, na tarde deste sábado, que seis pessoas morreram e 20 estão desaparecidas após desabamento de rocha no Lago de Furnas, em Capitólio. No momento, 40 bombeiros e mergulhadores fazem as buscas no local do acidente.

"Nós estamos trabalhando com as informações de testemunhas, de agências de turismo loca, de familiares. Estamos trabalhando com a possibilidade de 20 pessoas desaparecidas. Existe um trabalho de não apenas de resgate, de busca, mas também uma investigação conversando com todas essas pessoas, testemunhas, familiares, agentes de turismo que estão atuando no local. A estimativa é de 20 pessoas desaparecidas neste momento", explicou o coronel.

Na coletiva de imprensa, ele detalhou os atendimentos feitos às vítimas. Das 34 pessoas envolvidas, seis vieram à óbito; três foram socorridas na Santa Casa de Passos, com ferimentos; quatro foram levadas para Santa Casa de São João da Barra, com ferimentos; duas foram encaminhadas para a Santa Casa de Piruí e 23 pessoas foram atendidas e liberadas na Santa Casa de Capitólio. Do total, nove ainda estão internadas nos hospitais próximos ao local do acidente. Não há identificação das vítimas.


Na tarde deste sábado, a Marinha do Brasil anunciou que enviou equipes de busca para prestar apoio às vítimas do acidente no Lago de Furnas em Capitólio, Minas Gerais. Em comunicado, a corporação afirmou que um inquérito será instaurado para apurar as circunstâncias do caso.

"A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local", disse.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), prestou solidariedade às vítimas do deslizamento no Lago de Furnas, em Capitólio. Em nota, Zema afirmou que o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil fazem o resgate das vítimas na região. Até o momento, há informações da morte de duas pessoas em decorrência do desprendimento das rochas no lago.

Continua após a publicidade


"Sofremos hoje a dor de uma tragédia em nosso Estado, devido às fortes chuvas, que provocaram o desprendimento de um paredão de pedras no lago de Furnas, em Capitólio. O Governo de Minas está presente desde os primeiros momentos através da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Os trabalhos de resgate ainda estão em andamento. Solidarizo com as famílias neste difícil momento. Seguiremos atuando para fornecer o apoio e amparo necessários", lamentou.

9 visualizações0 comentário