top of page
Buscar
  • Vinicius Vital

Casal é preso preventivamente acusado de torturar a própria filha de quatro meses - ONDA CERTA 99.5

Polícia começou a investigar pais após bebê dar entrada em hospital com lesões, fraturas, além de sinais de desnutrição e baixo peso

Caso foi investigado e registrado na 60ª DP (Campos Elísios) em Duque de Caxias Reprodução

Rio - A Polícia Civil prendeu preventivamente, nesta terça-feira (1º), um casal acusado de torturar a própria filha, de quatro meses, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com a corporação, o homem, de 23 anos, e a mulher, de 20, eram investigados por agentes da 60ª DP (Campos Elísios) desde junho, após denúncias. Em junho, funcionários do Hospital Municipal Adão Pereira Nunes, que fica no bairro Jardim Primavera, procuraram a delegacia para informar a suspeitas de que a criança teria sinais de maus-tratos e tortura. A menina que, à época, ainda era recém-nascida tinha diversas lesões pelo corpo.

A lista incluía uma fratura na costela, braço e perna, além disso, o bebê também tinha indícios de desnutrição e baixo peso. Foi a partir desses relatos que os agentes começaram a investigar o casal.

Continua após a publicidade



Em outubro, o casal foi indiciado pela Polícia Civil pelo crime de tortura e o Ministério Público do Rio (MPRJ) denunciou o caso à Justiça. A queixa foi acatada pela 1ª Vara Criminal de Duque de Caxias que expediu os mandados de prisão. Após a prisão do casal, a bebê foi levada pelo Conselho Tutelar de Duque de Caxias.


fonte O DIA

17 visualizações0 comentário
bottom of page