Buscar
  • Vinicius Vital

Domingo de sol e aglomeração nas praias do RJ - RÁDIO ONDA CERTA


Foto Domingos Peixoto

Gilberto Ponciano

A combinação de um dia ensolarado com as medidas de flexibilização adotadas pela Prefeitura do Rio levou os cariocas à praia neste domingo, em meio à pandemia do novo coronavírus. Areias e calçadões cheios, muitas pessoas sem máscara e sem respeitar o distanciamento. No fim do dia, enquanto os banhistas iam para casa, a Secretaria estadual de Saúde confirmou mais mortos pela Covid-19: em todo o estado, no início da noite deste domingo, eram contabilizados 138.524 casos e 12.114 óbitos. Na capital fluminense, 66.909 e 7.703, respectivamente.

Seja nas areias ou no calçadão, muitas pessoas tiraram o domingo para passear ao ar livre e tomar sol. Nas orlas de Copacabana, Ipanema e Leblon, parecia até um dia normal, pré-pandemia. Cariocas realizavam caminhadas, corridas e outros exercícios. Na Praia do Arpoador, policiais militares orientavam as pessoas para que não fizessem aglomeração. A diferença que se via era: na areia, poucos usavam máscara; no calçadão, o item era mais visto.

No mar, mais gente: muitos banhistas próximos uns dos outros praticando esportes. Na areia, também se via pessoas fazendo atividades físicas. Poucas usavam máscara. No Calçadão de Ipanema, onde centenas de pedestres circulavam próximas umas das outras, a frequência do uso dos equipamentos de proteção individual era maior.

A Prefeitura do Rio, por meio da parceria do Centro de Operações Rio com a Cyberlabs, que faz uma contagem automática das pessoas que aparecem em imagens captadas pelas 400 câmeras de monitoramento, informou que, às 12h15 deste domingo, a taxa de isolamento da cidade estava em 55%, tendo aumentado em relação a outros dias. No domingo da semana passada, era de 44%. E nos dois fins de semana anteriores, a taxa foi de 46,7% e 53%.



8 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now